quarta-feira, janeiro 14, 2015

Terror na TV

Tendo dúvidas de este fulano ser um defensor da  Eutanásia, apresenta-se como que a querendo impor da pior forma. Motivado apenas por objectivos financeiros e ideológicamente amarrado ao que de pior existe da teoria económica neo-liberal, recorre a  exemplos desumanos e próprios de quem perfilha os métodos nazis.

Considero que o canal televisivo que autoriza um fulano destes a divulgar tais opiniões, não está  a cumprir a Constituição da Repùblica nem a respectiva lei. Este fulano é um potencial terrorista.  

quinta-feira, janeiro 08, 2015

Cuidado com o Dívino...

O ataque à sede da publicação satírica Charlie Hebdo, em Paris, fez ontem 12 mortos e 11 feridos. Este atentado marcado pela "Cobardia Divina", é mais um exemplo de terror a demonstrar a situação complexa em que a civilização actual está envolvida.

Este caso não só vem "enriquecer"o argumentário xenófobo de Marie Le Pen em França, como fornece motivação para movimentos do tipo Pegida, que na Alemanha desde Outubro de 2014 tem semanalmente realizado manifestações em Colónia, Hamburgo, Dresden e Berlim onde na segunda-feira decorreu a 11ª com um número record de presenças desde a sua ainda recente formação. Estas manifestações apelam a preconceitos como xenefobia e intolerância para com os emigrantes, nomeadamente aos árabes e ao Islão.

Na procura dos muitos porquês, adoptando a intensão antropológica para os perceber veio à memória o massacre na noite de S.Bartolomeu em Agosto de 1572, onde só em Paris foram exterminados pelos Católicos mais de três mil Protestantes, espelhando o sinistro facto de que no fundamentalismo religioso existem exemplos tenebrosos de todos os matizes. Vale a pena recordar que os árabes de Espanha eram tolerantes com os cristãos e com os judeus, eram evoluidos nas ciências e nas artes enquanto a cristandade definhava no atraso e na inquisação, ou que Saladino foi mais misericordioso com os cristãos quando reconquistou Jerusalém do que aqueles tinham sido com os Sarracenos quando conquistaram a cidade, Entretanto hoje existe no mundo Islâmico regimes fundamentalistas e teocráticos que não toleram os cristãos. Bin Laden não foi misericordioso com Nova Iorque, Tal como Blair, Aznar, Barroso e Buch não foram misericordiosos com os povos do Iraque.

E é neste enredo de terror que países cujas sociedades têm parâmetros civilizacionais avançados, estão hoje confrontados. Porém, são exactamente alguns destes países que desde há mais de um século têm protagonizado ingerências e guerras em todo o mundo árabe, interrompendo abruptamente o livre percurso e evolução daqueles países e povos.
Sem ser expert no tema, exalto a recusa da ideia de se estar perante um "choque de civilizações", pois tal corresponde à manutenção e até ao desenvolvimento dos factores sociais que determinam o fácil recurso à violência - entenda-se de uma vez por todas que existem muçulmanos que não são árabes e árabes que não são muçulmanos, que o islamismo é professado pela grande maioria que é tolerante e não fundamentalista.   

terça-feira, janeiro 06, 2015

A MALTA NÃO SABIA ...

É importante que a malta esteja bem avisada, para que não não volte a acontecer coisa parecida, pois para o inicio do próximo ano teremos eleições para a Presidência da República.

Bem avisada para discernir e recusar todo e qualquer inergúmeno que corresponda à consolidação das habituais elites alternantes (PS,PSD/cds) que não só levaram o país à actual desgraceira, como preparam um cenário chantagista de inevitabilidades por forma a garantir a sua continuidade.

De uma vez por todas, os Portugueses não estão condenados a ter de escolher de entre corruptos e ladrões, de entre os que estão em prisão e os que indevidamente andam à solta.

Acidente na Rotunda das Gaivotas

Em Moita na rotunda que dá acesso ao Aldi e ao Modelo, já vai no quarto incidente em poucos dias. Nas outras vezes tudo não passou de um susto, mas hoje, não havendo qualquer sinistro de monta, uma carrinha espetou-se contra o muro, o condutor distraiu-se na risota e não o conseguiu contornar.

A Câmara Munícipal e a GNR deviam de providenciar a retirada do autodor do Partido Socialista que lá está, pois a palavra CONFIANÇA e a frase Ano Novo Vida Nova, gera distracção, riso, manguitos e outros gestos nos condutores que por lá passam.
Não me perguntem porquê... mas isto está a acontecer.